keirou

Konnichiwa, mina-san! Como foram as festas de final de ano? Comeram e se divertiram bastante?

Já começou tudo de novo e uma das primeiras coisas que vejo as pessoas fazerem ao voltar para a rotina, além das promessas de Ano Novo, é a caça aos feriados. Já deve ter investigado pelo calendário em que dia da semana vai cair os feriados do ano, não é?

Aproveitando que o ano ainda está no início, vamos saber um pouquinho dos feriados nacionais do Japão?

1º de janeiro:  É o dia do Ano Novo! (Ganjitsu・元日)

Akemashite omedetou gozaimasu! (Feliz Ano Novo!)

2ª Segunda-feira de janeiro: Dia da Maioridade (Seijin no hi・成人の日)                  

É o dia da cerimônia para os jovens serem parabenizados pelos pais e adultos próximos por terem chegado à idade adulta e adquirirem a consciência de que se integraram à sociedade. Cada prefeitura tem autonomia para realizar a cerimônia e o prefeito envia suas congratulações e bênçãos. Nestas cerimônias as moças usam kimono de manga comprida e os rapazes usam terno ou hakama.

De acordo com a lei, a maioridade é considerada aos 20 anos e a partir daí é permitido o consumo de bebida alcoólica, cigarro, votar, trabalhar (é permitido apenas o trabalho de meio período antes disso). Nos últimos anos tem sido visto com frequência casos de jovens causando problemas nas cerimônias, fazendo zombarias e por outro lado, jovens que ao invés de serem levados para a cerimônia, estão trabalhando e por isso já são considerados membros plenos da sociedade.

 11 de fevereiro : Dia da Fundação Nacional (Kenkoku Kinen no Hi・建国記念の日)

O dia em que de fato o Japão foi fundado é incerto, mas a princípio a data foi baseada no dia em que o suposto primeiro imperador do Japão subiu ao trono, ou seja, em comemoração ao lendário Imperador Jinmu. Mas depois da Segunda Guerra, com o exército de ocupação, este significado do feriado perdeu-se. Porém depois disso, iniciou-se um movimento para o reavivamento da data e devido a pressão contrária, foi decidida a criação de um feriado nacional. Nesta ocasião, a partir do “Dia do Império”, foi alterado para “Dia da Fundação”. E foi adotado em 1966 em reconhecimento ao feriado nacional. O “Dia da Fundação” não é o “Dia da Fundação Nacional”; não tem relação com o fato histórico da fundação de uma nação, mas dizem que é para comemorar o fato de que foi fundado.

21 de março: Equinócio da Primavera (Shunbun no hi・春分の日)

Foi um feriado estabelecido por lei; é dito que é “um dia para louvar a natureza e se esforçar para o futuro“.  A data é decidida no ano anterior depois de uma reunião baseada em um livreto publicado pelo Observatório Astronômico Nacional do Japão e publicado no Diário Oficial.

O equinócio é quando o dia e a noite têm a mesma duração.

Antigamente dizia-se que era um dia abençoado e as pessoas sentiam-se gratas à Natureza pela primavera. É o período no qual os animais que passavam um longo tempo hibernando começavam a se mexer e as pessoas sentiam-se motivadas, energizadas. Também é o dia que se tem o costume de demonstrar gratidão aos ancestrais visitando seus túmulos.

3 de maio: Dia de comemoração da Constituição (Kenpou Kinenbi・憲法記念日)

Foi estabelecido pela lei que em 3 de maio de 1948, é o “dia de comemoração da execução da constituição japonesa e aguardar pelo crescimento da nação no futuro”.

Para ser mais exato, a constituição foi promulgada em 3 de novembro de 1946, meio ano depois em 3 de maio de 1947 foi feito o período de testes. Os 3 pilares desta constituição são: A Soberania do Povo, Respeito aos Direitos Humanos Fundamentais e o Pacifismo. Especialmente o parágrafo nono, “Renúncia à Guerra”, é famoso por este motivo.

4  de maio: Dia do Verde (Midori no Hi・緑の日)

Estabelecido por lei que é “o dia de agradecer pela proximidade com a natureza, de educar com todo o coração.”

Originalmente era o feriado do aniversário do Imperador Showa. Até pouco antes da guerra, a população era amigável com a data, mas com a morte do Imperador em 1989, o feriado nacional foi modificado para o nome de Dia do Verde. Por outro lado, está enraizada a ideia de que o 29 de abril é o dia que se deve lembrar do Imperador e da Era Showa.

A mudança do nome para Dia do Verde foi apropriada, pois como estava na estação do verde, as pessoas ficam mais próximas da natureza.

4 de maio: Feriado da Nação (Kokumin no Kyuujitsu・国民の休日)

Foi feita uma emenda de lei do feriado nacional em 27 de dezembro de 1985, para inserir entre o feriado nacional e um dia de semana, o Feriado da Nação. É simplesmente chamado de “Feriado”.

Um feriado para a era na qual se trabalha demais

Estabelecido para aumentar os feriados para as pessoas modernas que trabalham demais, atualmente o Feriado da Nação não é no dia 4 de maio. No caso do feriado nacional, se ocorrer de cair em domingo, é transferido para a segunda daquela semana. Fica entre o Dia de Comemoração da Constituição em 3 de maio e o Dia das Crianças em 5 de maio.

5 de maio: Dia da Criança (Kodomo no Hi・子どもの日)

Foi estabelecido em 1948. É o dia de respeitar a individualidade da criança e desejar por sua felicidade e a mãe sentir-se grata. É o último dia da chamada Golden Week.  Como antigamente era o Dia dos Meninos, a decoração tem cores fortes e mesmo atualmente as casas são enfeitadas com capacetes, flâmulas de carpas e bonecos de Dias dos Meninos. Nas famílias onde há irmãos e irmãs, a comemoração é conjunta e nas famílias onde apenas há meninas enfeita-se apenas com banners de carpas. Nas escolas do fundamental, as meninas e os meninos desenham capacetes e fazem dobraduras.

15 de julho: Dia do Mar (Umi no Hi・海の日)

Foi criado recentemente, no ano de 1996, sendo comemorado na 3ª segunda-feira de julho.  Por ser um Estado marítimo, é um feriado para buscar de modo extensivo a compreensão e o interesse pelo mar. Com este pretexto, os oficiais que trabalham no mar propuseram o feriado, já que em julho não tem um feriado nacional. Desde quando foi criado, ainda não são realizados muitos eventos, mas fica-se na expectativa. Especialmente, a Associação Japonesa de Jornalismo Marítimo, que devido aos seus esforços, realizam várias atividades de relações públicas. Como representantes de parte das relações públicas, é usado o slogan “Vamos pensar no mar, vamos nos aproximar do mar e fazer dele precioso!”. Além disso, há a experiência de aulas em navios voltada para as crianças, simpósios, limpeza do litoral em todo o país, para que elas tomem conhecimento sobre a imensidão do mar.

16 de setembro: Dia de Respeito aos Idosos (Keirou no Hi・敬老の日)

Estabelecido por lei em 1965,  é o dia para prestar respeito e devoção aos que passaram muitos anos na sociedade e celebrar a longevidade. Também é o dia de os jovens conscientizarem-se sobre a urgência de trabalhar para melhorar o cotidiano dos idosos e aprofundar a preocupação com o bem-estar deles.

A celebração pela longevidade conta-se a partir dos 60 anos completos. Existe o costume de enviar uma espécie de jaqueta vermelha vibrante (Chanchanko) com o significado de “retornar à infância – akachan ni modoru”, pois no seu 60º aniversário completou um ciclo pelo horóscopo chinês.

23 de setembro: Dia do Equinócio de Outono (Shuubun no Hi・秋分の日) 

Estabelecido pela lei em 1948, é o dia de louvar aos ancestrais e relembrar às pessoas que já se foram. Além disso, é o equinócio de outono. Todo ano em 1º de fevereiro, há uma reunião de gabinete para estabelecer a data do próximo ano baseada na publicação de um livreto do Observatório Astronômico Nacional do Japão.

14 de outubro: Dia dos Esportes (Taiiku no Hi・体育の日)

Estabelecido em 1964 motivado pela comemoração do brilhante resultado nas Olimpíadas de Tokyo, é o dia de a população integrar-se com os esportes e cultivar a mente e o corpo saudáveis.

“Integrar-se com os esportes” quer dizer não apenas assistir, ouvir ou ler sobre, mas também significa todos praticarem juntos.

É um período onde é realizado as gincanas esportivas nas escolas, em organizações.

3 de novembro: Dia da Cultura (Bunka no Hi・文化の日)

Estabelecido por lei em 1948 como o dia de amar com paz e liberdade e recomendar a cultura.

Em 1946, baseado na proclamação da nova constituição, o dia foi declarado como feriado nacional.  Atualmente, no Dia da Cultura, nos eventos de exaltação a mesma, ocorre no Palácio Imperial a cerimônia de premiação da Ordem da Cultura, que é o reconhecimento público às pessoas que prestaram excelentes serviços à nação, a uma comunidade ou em determinada esfera da sociedade. Ainda concentrado neste dia, são realizados festivais artísticos pela organização da Agência Cultural do Japão.

23 de novembro: Dia de Agradecimento ao Trabalho (Kinroukansha no Hi・勤労感謝の日

Estabelecido em 1948 como o dia de valorizar o trabalho, comemorar a produção e de a população agradecer-se mutuamente.

Antes deste dia ser criado, ocorria a cerimônia onde o Imperador oferecia o arroz recém-colhido às divindades, era um evento muito importante para o povo, era uma cerimônia de agradecimento pela produção agrícola.

Aniversário do Imperador (Tennou tanjoubi・天皇誕生日)

Feriado estabelecido desde o final da Segunda Guerra.

Em virtude da abdicação do trono pelo Imperador Akihito em abril de 2019 e a ascensão do príncipe Naruhito, o feriado passará a ser comemorado a partir de 23 de fevereiro de 2020.

seijin


hello__it_s_me_again_by_vivianemakoto-dby8t4k
Post por Makoto, pensando o que pode fazer de bom no feriado…
Advertisements