Quando se trata de viajar para um país tão diferente do Brasil como o Japão, é importante lembrar que você vai se deparar com situações muito diferentes do que costuma ver. Quer você esteja passeando como turista, vivendo como estudante ou assalariado, é simplesmente impossível não sentir o choque cultural.

Por isso fiz uma pequena lista de 3 coisas que podem estragar sua experiência no Japão.

Sua experiência no Japão pode ser arruinada se você:

1. Não se familiarizar com o básico dos costumes

No Japão há uma série de pequenos costumes que, apesar de não serem senso comum para nós brasileiros, são óbvias para os japoneses. Vamos ver alguns desses costumes abaixo.

SAPATOS:

why-japanese-people-remove-shoes

Por questões de higiene, os japoneses não usam sapatos dentro de casa, apenas pantufas. Eles inclusive têm pantufas preparadas para as visitas. Na entrada da casa há sempre um armário de sapatos onde você deve deixar o seu par.

Pode parecer um fato óbvio para quem já conhece um pouco sobre o Japão e sobre a cultura japonesa. Mas acredite: a força do hábito é muito forte! Há alguns meses eu estive no Japão e dividi uma casa com japoneses. Eu já estudo o Japão e a língua japonesa há mais de dez anos! Mas no meu primeiro dia saindo de casa eu me arrumei no meu quarto e desci as escadas já calçando minhas botas. Quando cheguei no andar de baixo percebi meu erro! Felizmente não havia ninguém na sala e pude fugir de fininho.

Esse costume não existe apenas para casas! Nas escolas os alunos usam uma sapatilha própria para andar dentro da escola, diferente do sapato que usam quando saem de casa. Assim que chegam na escola colocam o sapato dentro do seu armário e calçam as sapatilhas.

Além disso há muitos estabelecimentos onde você precisa tirar os sapatos para entrar. Principalmente restaurantes em estilo tradicional com tatami. Já encontrei até karaokes e espaços de coworking onde pediam que o cliente entrasse sem sapatos!

Ou seja, ao passear pelo Japão, você não sabe quando pode ter que tirar os sapatos. Por isso não esqueça de estar sempre com uma meia novinha e sem furos! 😉

O HASHI:

Hashi é o nome daqueles palitinhos que os japoneses usam para comer. Há hashis de madeira, de plástico, etc. Quando nós brasileiros comemos com hashi pela primeira vez pode ser muito difícil de manusear esses palitinhos.

Diferente dos restaurantes de comida japonesa, ninguém vai te oferecer um elástico para prender os palitinhos e facilitar a sua vida. Eu pessoalmente detesto ter que lutar para conseguir colocar a comida na minha boca, ainda mais quando estou com fome. Imagino que você não seja diferente. Por isso recomendo que caso você não consiga usar hashis, pratique um pouco antes de viajar. Aqui tem um vídeo ensinando:

Além disso há um detalhe muito importante envolvendo os hashis. Você jamais deve espetá-los na comida. Por mais que isso pareça natural, afinal nós repousamos os talheres em cima do prato quando precisamos deixar as mãos livres por alguns segundos, os japoneses acham isso muito esquisito.

O motivo é o seguinte, faz o prato de comida parecer com a oferenda para os mortos. No Japão é costume ter um pequeno altar em casa para os membros da família que já se foram, muitas vezes com as cinzas da pessoa. É comum colocar comida nesse altar como oferenda. Também é comum colocar incenso espetado numa tigela de arroz. Por isso quando os japoneses veem hashis espetados na comida acabam lembrando dos mortos.

hashioki

Por isso existe o hashioki, uma pecinha que pode ser de porcelana ou de madeira, onde você pode respousar seu hashi. Há hashiokis de todo tipo!

2. Não aprender o básico da língua japonesa

aprenda

Você não precisa ser fluente em japonês para visitar o Japão. Na verdade muitas pessoas vivem meses ou até anos no Japão sem aprenderem direito o idioma. Mas aprender um pouquinho de japonês vai facilitar horrores a sua vida.

Aprender palavras como sumimasen (desculpe), arigatou (obrigada) e shitsureishimasu (com lincença) ajudará você a se conectar melhor com os japoneses, que vão inevitavelmente se sentir mais a vontade com você.

Além disso, caso você esteja de fato estudando língua japonesa, aconselho você a prestar atenção nas placas e avisos das lojas e estabelecimentos em geral. Elas podem estar avisando alguma coisa importante sobre as regras do lugar.

Por exemplo placas como 禁煙(kinnen, proibido fumar), 立入禁止 (tachiiri kinshi, proibida a entrada) ou ainda 撮影禁止(satsuei kinshi, proibido filmar e fotografar). De modo geral, caso você veja o kanji 禁 em algum aviso, significa que alguma coisa é proibida naquele local. Tente descobrir o que é para não passar por nenhum embaraço.

3. Não respeitar o limite de envolvimento físico dos japoneses

make-japanese-friends-online-resources

Os japoneses tem uma ideia de espaço pessoal e de envolvimento físico diferente da nossa. Nós brasileiros somos um povo muito caloroso que é famoso no mundo inteiro por isso. Gostamos de abraçar e beijar as pessoas que nos são queridas. Nós não nos limitamos a namorados e namoradas. Beijamos no rosto nossos amigos e parentes. Abraçamos pessoas que acabamos de conhecer. É difícil acontecer um encontro ou despedida sem um abraço, um beijo, ou pelo menos um aperto de mão.

Mas para os japoneses o toque não é uma coisa tão comum. Eles fazem isso apenas com pessoas com quem têm muita intimidade. Atualmente apertos de mão para fechar negócios ou em encontros, ou abraços entre amigos estão mais comuns. Mas de regra não é um costume japonês e alguns japoneses podem ficar incomodados se você tentar abraçá-los. Beijo no rosto nem pensar! Você vai deixar o japonês ou japonesa achando que você tem um interesse além da amizade. 

Se você evitar fazer estes pontos, pesquisando e se familiarizando com o Japão antes de viajar, poderá evitar muita dor de cabeça. 

MAS LEMBRE-SE:

Você não é japonês. Não esqueça disso. É impossível saber tudo sobre a cultura do Japão antes de visitá-lo. Portanto, não fique triste ou se culpando caso cometa alguma gafe. Nem se preocupe demais caso se envolva em algum mal entendido. Lembre-se de quem você é, tenha paciência e tente explicar a situação. Tenho certeza que no final tudo vai dar certo. 😉

またね~

 

 

 

 

 

 

 

Advertisements