Oi você que começou a estudar japonês agora, já com hiragana e katakana na veia e se aventura nas primeiras frases, será que já se confundiu com o です? Se estuda japonês há tempo, provavelmente já esqueceu da época em que o です possa ter sido um problema para você.

Basicamente essa palavra tão pequenina que aparece no final das frases quer dizer que se está acrescentando uma formalidade à sentença e não é possível traduzi-la de forma natural e direta para o português.

Olha o exemplo nestas frases:

私の名前はモニカ。[Watashi no namae wa Monica.]

私の名前はモニカです。[Watashi no namae wa Monica desu.]

Tanto em uma como outra, está sendo dito que “Meu nome é Monica” e a diferença é só o fato de uma frase ser mais formal que a outra devido a presença do です ao final.

Então です é para afirmativas? Mas se for assim, como explicar a frase abaixo?

今日は熱くないです。[Kyou wa atsukunai desu.] – Hoje não está quente.

Também pode ser dito apenas 今日は熱くない。Acrescentando です, como vimos acima, torna a frase mais polida. Aliás é bem comum no caso dos adjetivos ter a forma negativa [ない-nai] seguida do です.

Outra coisa que pode gerar confusão é encarar essa palavrinha como um verbo, o que na realidade não é. É fácil de ter essa confusão porque logo quando se começa a estudar, já vemos frases como “watashi wa xxxx desu” e logo deduzimos que seja o verbo, pois se watashi quer dizer “eu”, então o desu seria “sou”, certo? Errado. Na nossa primeira frase aprendida simplesmente não existe verbo, wa é uma partícula e se fosse para traduzir palavra por palavra, seria simplesmente “eu, xxxx”, pensando no xxxx como seu nome, para sermos o mais simples possível aqui hoje.

Agora dá uma olhada no vídeo que a Monica-sensei fez sobre isso!